Porque suas postagens em mídias sociais são mais populares do que você pensa.




Notícias incríveis: 490 pessoas viram o tweet que postei essa semana! Mais incrível ainda, 16 pessoas ou clicaram no link, deixaram uma resposta, ou favoritaram o tweet.

E as outras 474 pessoas? Eu não poderia dizer.

Gostaram do tweet? O perceberam? Deleitaram-se com ele? Ele - puts! - as ofendeu? E talvez mais importante, o que posso aprender com esses observadores silenciosos para que, quando eu postar meu próximo tweet, aqueles 474 seguidores terem uma razão para clicar, responder, retuitar ou favoritar?

Conheça a audiência invisível das mídias sociais - e as questões inevitáveis erguidas por esta platéia.
A audiência invisível entre a platéia no meu Twitter e as audiências invisíveis nas contas de mídia social do Buffer (e até nesse blog) oferecem uma oportunidade única para considerarmos como lapidar nossas atualizações e nosso conteúdo. Ficarei feliz em compartilhar o que penso sobre essa maioria silenciosa, e também algumas pesquisas interessantes e regras sobre esse tópico.

Você considera seu marketing de mídias sociais demograficamente? Diga em seus comentários, e leia adiante para alguns insights, estatísticas e dicas.

Sua audiência é 4x maior do que você pensa.

Postar em uma rede social é como falar para uma audiência por trás da cortina. A audiência permanece invisível para o usuário.

Enquanto a lista de convidados é conhecida, a de presença não é.

Dr. Michael Bernstein, Stanford

Quantas pessoas você acredita que vêem suas atualizações no Facebook?

As chances são que sua real audiência seja bem maior que você pensa.

Uma pesquisa em conjunto realizada pelo Facebook e Stanford estudou os tamanhos da audiência real vs. percebida de 220.000 usuários do Facebook. Cada usuário foi perguntado sobre o que achava do tamanho de sua audiência, então o time de pesquisas comparou esse tamanho percebido com o real, usando logs dos servidores para medir o verdadeiro alcance de um post.

O resultado: Sua audiência real é quatro vezes maior por post que você pensa.

É digno de nota também como estes usuários chegaram às medidas de sua audiência percebida.
Pesquisadores classificaram as respostas à pesquisa em oito diferentes categorias, e nenhuma das oito envolveu uma métrica específica de audiência-tamanho como impressões ou alcance.

A principal forma pela qual medimos o tamanho de nossa audiência é: Adivinhando.

Lição: Nossos posts alcançam um número muito maior de pessoas que pensamos. E nós ainda não conseguimos descobrir como mensurar o tamanho de nossa audiência.

Desigualdade de participação: A regra de 90-9-1

Nos idos de 2006, os blogueiros Ben MacConnell e Jackie Huba cunharam um termo que descreve a razao de atividade em fóruns online: A Regra do 1%, também conhecida como Regra de 90-9-1.

1% dos usuários são criadores
9% dos usuários são comentadores
90% dos usuários são observadores
Está imagem de Christopher Allen expressa bem:

A regra têm sido adotada através de uma grande extensão de interações na internet, incluindo as mídias sociais. Se você se imagina num grupo de cem pessoas, você é o criador, nove das cem pessoas tem engajamento com seu conteúdo, e os outros noventa estão apenas lá para observar, ler e espreitar.

O que há sobre esta regra, contudo: Ela não é 100% precisa para sua audiência.

Paul Schneider testou a teoria com sua audiência, encontrando uma razão de 70-20-10.

The Community Roundtable notou uma divisão de 55-30-15 dentro de sua comunidade.

Você terá sua própria razão.

Por exemplo, na situação abordada no início deste post, minha razão de desigualdade de participação foi próxima de 95-4-1. Através dos perfis sociais do “Buffer”, eu percebi uma divisão similar - 4 a 5 por cento de engajamento é um padrão justo.

Então, ao invés de pegar a regra de 90-9-1 como um dogma, é melhor pensar nela como um lembrete de que há mais espreitando, e menos engajando. E isso tende a ser a norma para comunicação on line.

Quão grande é sua maioria silenciosa?

Para mensurar sua própria razão de desigualdade de participação - e para saber realmente quantas pessoas viram cada uma de suas atualizações e posts - você precisa simplesmente olhar para os números. Aqui está como eu descobri a razão do “Buffer" nas redes sociais e no blog.

Como descobrir sua maioria silenciosa no Twitter

Para ver suas estatísticas no Twitter, você pode navegar para a nova página de análise para administradores, desenvolvedores e anunciantes em analytics.twitter.com.
É bem bonito, e super informativo. ( Se você ainda não tem acesso à página de análise, você pode tentar uma ferramenta como o TweetReach.)

Da página principal você pode ver as impressões sobre seu tweet: o número de vezes que os usuários viram seu tweet. Próximo disso estará o engajamento de seus tweets: todos os clicks em qualquer lugar do tweet ( incluindo avatar, username, hashtags, links e expansão dos tweets.), retweets, respostas, favoritos e seguidas.

Então o twitter vai até fazer as contas para chegar a sua taxa de engajamento: engajamento dividido por impressões. Sua audiência invisível é a diferença entre impressões e engajamentos, ou o inverso de sua razão de engajamento.

Aqui está um post amostra do analytics do Buffer:

Como encontrar sua audiência invisível no Facebook

Você pode pegar sua razão no Facebook de maneira similar a feita no Twitter. Vá a sua página informações (clicando em informações no topo de qualquer página que você administre), e totalize o alcance e o engajamento de seus posts recentes. Então divida engajamento por alcance chegando à sua razão de engajamento.

Podemos também espiar um post individual para ver seu alcance e então totalizar os likes comentários para medir o engajamento.

Como encontrar sua audiência invisível em seu blog

Vá para seu painel do analytics e procure pelas visitas únicas a cada post ( no Google analytics, você os encontrará em Behavior > Site content ). Então encontre o total de comentários em cada post, divida os comentários por visitantes, e você terá sua razão de comentários.

Um de nossos posts recentes mais populares, a lista fontes de imagens gratuitas de Courtney, nos trouxe colossais 147.000 visitantes ao blog e 116 comentários. Interessante, a razão de comentários neste poste - mesmo com mais de 10 comentários - é de 0,08 por cento.

Se nós fossemos dividir pela regra de participação 90-9-1 de acordo com o número de comentários desse post, a razão ficaria desse jeito: Um criador, um monte de comentadores, e o resto espreitadores ( e compartilhadores e clicadores)!

Em nossa experiência, blogs têm uma audiência invisível ainda maior que em mídias sociais.

5 maneiras de responder a sua audiência invisível.

Ok, de volta a pergunta que começou esse artigo: O que sua audiência invisível pensa de su conteúdo? Não existe forma de saber realmente, ainda assim isso não deve impedi-lo de apoiar esse grupo e pensar fora da caixa em maneiras de os atingir. Aqui estão cinco maneiras diferentes que descobri para fazer isto.

1. Vá onde sua audiência invisível está.

Já ouviu falar no termo “dark social”?

É um termo que descreve o compartilhamento que acontece fora das fronteiras tradicionais de mídia social. Por exemplo, pessoas podem compartilhar via e-mail ou mensagem instantânea, e essas interações raramente são incluídas em números tradicionais de compartilhamento. Um estudo de 2012 de The Atlantic and Chartbeat descobriu que 69 por cento dos encaminhamentos sociais foram de “dark social” - i.e. não do Facebook, Twitter, Reddit, etc.

Se sua audiência invisível quer manter-se invisível na mídia social, poderia haver outro lugar para encontrá-los?

Recentemente começamos a olhar mais profundamente para o e-mail. Nossas estatísticas mostram que o tamanho da audiência invisível no e-mail é menos que na mídia social. Nós podemos atingir entre 27 e 40 por cento de nossa lista de 35.000 e-mails sempre que apertamos enviar.

Outra coisa interessante neste assunto são os apps mais usados pelos colegiais esse ano. Chat ainda ganha de longe, com outros apps interessantes como Pandora e Netflix no top 10.

2. Mantenha uma agenda consistente.

Uma das conclusões do estudo Stanford-Facebook mencionado acima foi que uma percepção errônea em relação ao tamanho da audiência pode ter efeitos diretos no mercado de mídia social de alguém.

O erro entre o tamanho da audiência percebida e a audiência real pode impactar o comportamento dos usuários, quanto ao tipo de conteúdo postado, quanto a freqüência, e quanto as motivações pelas quais compartilham conteúdo.

A raciocínio aqui é que uma audiência percebida menor pode fazer com que os compartilhadores diminuam seu volume de atualizações. Se poucas pessoas estão ouvindo, a tentação é postar com menos frequência.

Heidi Cohen aconselha a resistir a tentação. Manter uma agenda consistente ( um app de agendamento como o Buffer pode ajudar com isso). Sua audiência invisível é bem maior que você pensa, e eles querem continuar a ouvir de você.

3. Convide a participação

A popular pesquisa de Dan Zarella sobre mídia social referencia uma tendência consistente: Se você pede participação, é mais provável que a tenha.

Isso aparece em um número de formas diferentes. Por exemplo, Zarella descobriu que pedir por um retweet realmente aumenta as chances de alguém ser retuitado - em 39 por cento.

4. Atenha-se a suas armas ( ou sua descrição)

Como você pode saber que tipo de conteúdo sua audiência invisível quer?

Uma das minhas teorias é que eles provavelmente querem o que você os prometeu - seja pela sua descrição na rede social, na missão de seu blog, ou sua companhia/posição/tag.

Por exemplo, mencionei que você pode esperar tweets de mim sobre redação, alguma diversão e links curados. Eu tenho ganho a maioria silenciosa de seguidores que entendem ( e apreciam ) o fato deste ser o tipo de conteúdo que estarei compartilhando.

5. Confie em métricas precisas

É tentador olhar os cliques, compartilhamentos, comentários, favoritos. E acreditar que aquelas são as pessoas lendo e vendo seu conteúdo. Lembre-se, é possível que sua audiência seja muito, muito maior.

Aprendi a confiar em um grupo de métricas para mensurar o sucesso de uma peça de conteúdo. Acima, esbocei como ver alcance ou impressões via Facebook ou Twitter. Aqui temos algumas outras estatísticas nas quais me concentro em blogs e mídias sociais.

• Razão de engajamento relativo - média de conversações acontecendo por post, por seguidores.
Crescimento seguidores/fãs, semana-a-semana e mês-a-mês.
Tempo no site
Compartilhamentos Sociais.

Para você: Como você vai responder a sua audiência invisível?

É claro que a maioria silenciosa nas mídias sociais representam número enorme de pessoas vendo seus tweets, posts e atualizações.

Como essa audiência invisível atinge a forma como você compartilha?

Descobri ser importante manter o tópico, postar com consistência, e rastrear estas impressões silenciosas o mais precisamente possível. Pode-se criar valor na busca por novos locais para encontrar estes seguidores silenciosos: email, mensagens diretas, fóruns, ou mesmo SMS.

Minha grande sacada: Mantenha essa audiência invisível em mente quando estiver postando. Seja a voz deles lembrando que eles estão lá fora, lendo, observando, espreitando, e seguindo - e o fazendo em rebanhos bem maiores que nós podemos imaginar.

Fonte: https://blog.bufferapp.com